Paliber

  • Aumentar tamanho da fonte
  • Tamanho da fonte padrão
  • Diminuir tamanho da fonte
Home Latest
Notícias!

Trump é recebido no Palácio de Buckingham

pela rainha Elizabeth II.


O presidente americano Donald Trump desembarcou em Londres nesta segunda-feira (03/06) para uma visita de três dias. Trump foi recebido no Palácio de Buckingham pela rainha Elizabeth II e pelo príncipe Charles,  em um jantar de Estado e durante a cerimonia, os dois discursaram brevemente sobre os valores em comum  entre os Estados Unidos e o Reino Unido, com a execução dos hinos nacionais de ambos os países no fim de cada discurso.

O jantar contou com a presença da primeira ministra britânica, Theresa May, além de secretários de governo dos dois países e integrantes da família real britânica, como o príncipe William, a primeira-dama norte-americana, Melania Trump, entre outros convidados da monarquia e do governo britânico. Durante o jantar a rainha Elizabeth II mencionou a ascendência escocesa de Donald Trump, ao dizer que ele tem uma "conexão especial" com o Reino Unido.

No dia em que chegou ao Reino Unido, o presidente dos Estados Unidos (EUA) manifestou-se contra o prefeito de Londres. Em mensagem publicada no Twitter, Trump afirma que Sadiq Khan faz lembrar o "muito burro e incompetente mayor (prefeito) de Nova Iorque, que também fez um trabalho terrível".

Dois tuítes já marcam a visita do presidente norte-americano ao Reino Unido, antes mesmo de ele desembarcar. As palavras foram dirigidas a Sadiq Khan, que criticou de forma aberta o governo britânico por receber Donald Trump numa visita de Estado.

Segundo Trump, Khan faz um trabalho terrível como prefeito e tem sido desagradável em relação à visita do presidente norte-americano, o aliado mais importante do Reino Unido. "Um fracassado que devia se concentrar no combate ao crime", disse Trump.

 

100 dias do governo Bolsonaro, balanço

de metas cumpridas e em andamento.


O presidente Jair Bolsonaro comandou nesta quinta-feira (11), no Palácio do Planalto, uma solenidade para marcar os 100 primeiros dias de governo. O evento contou com a presença de ministros, diversas autoridades e parlamentares. Segundo o presidente, o governo conseguiu cumprir, nesses pouco mais de três meses, cerca de 95% das metas estabelecidas para o período.

O detalhamento foi apresentado na cerimônia, assim como novos anúncios. Dois dos projetos mais importantes estregues no período são representativos das bandeiras anunciadas pelo governo ainda durante o período de transição: a proposta de reforma da Previdência e o pacote anticrime. As duas medidas, no entanto, precisam ser aprovados pelo Congresso Nacional.

Medida econômica mais aguardada pelo setor empresarial e o mercado financeiro, a proposta de emenda constitucional da reforma da Previdência foi entregue no dia 20 de fevereiro. O texto elaborado pelo governo propõe idade mínima para aposentadoria para homens (65 anos) e mulheres (62 anos), além de um período de transição.

O presidente Jair Bolsonaro, foi ao Congresso Nacional, acompanhado dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e Senado, Davi Alcolumbre, para levar o projeto do governo de reforma da Previdência.

No mês seguinte, o governo enviou as alterações no sistema de pensão dos militares, que inclui também uma reestruturação da carreira nas Forças Armadas. Os projetos devem tramitar de forma paralela no Congresso Nacional.

Agência Brasil, Brasília 11/04/2019, por Pedro Rafael Vilela.

 

Trump e Bolsonaro se reune 

na Casa Branca.

Em encontro na Casa Branca com o presidente Jair Bolsonaro, o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse hoje (19) que apoia os esforços do Brasil para integrar a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). Também afirmou que as negociações entre os dois países devem avançar nas áreas de segurança militar e do comércio.

“Estamos trabalhando com várias questões militares e questões dos vistos para funcionar melhor, o Brasil produz ótimos produtos e nós também. Acredito que o comércio vai aumentar substancialmente entre os dois países”, ressaltou Trump, presenteado por Bolsonaro com uma camisa da seleção brasileira de futebol.

O presidente norte-americano afirmou que Estados Unidos e Brasil vivem um momento único na relação bilateral. “O relacionamento que temos agora com o Brasil nunca foi melhor. Não temos hostilidade alguma com o Brasil. Vamos ver Otan [Organização do Tratado do Atlântico Norte]. Temos uma grande aliança com o Brasil, como jamais tivemos.”

Para Trump, a campanha de Bolsonaro à Presidência da República foi emblemática. “[Bolsonaro] liderou uma das campanhas mais impressionantes dos últimos tempos, lembrou também a minha”, disse. “O Brasil e os Estados Unidos nunca tiveram tão próximos quanto estão agora.”

Questionado sobre a questão da Venezuela, Trump disse que a crise no país sul-americano seria tema da conversa com Bolsonaro. Ele indicou que "todas as opções" estão sobre a mesa, inclusive a intervenção militar na região. O governo brasileiro já sinalizou ser contrário à intervenção. Foto: Reuters/Carlos Barria/Direitos Reservados.

Por Agência Brasil  Brasília - 19/03/2019

 


Página 1 de 41

Folder de apresentação do XVII Greenmeeting

Revista Sustentabilidade É O FOCO

Apoiadores